top of page

How Levi’s stitched AI into its iconic jeans


Ao assumir como CEO da Levi's, Bergh encontrou a marca com vendas de cerca de 4,2 bilhões de dólares, bem abaixo dos 10 bilhões que imaginava, e com um consumidor médio de 47 anos. Ele delineou um plano com quatro objetivos principais: fortalecer produtos principais e parcerias lucrativas, expandir em áreas de menor lucro e novos mercados, revitalizar lojas próprias e aumentar as vendas online, além de melhorar a economia e o uso de tecnologia da empresa.


Bergh também se comprometeu a tornar a produção de jeans mais sustentável, reduzindo em 25% os produtos químicos poluentes. Inspirados pelo livro "Your Water Footprint", os engenheiros da Levi's criaram sistemas de água reciclável e descobriram que o acabamento manual poderia ser feito com lasers, utilizando menos produtos químicos. Esse novo processo, chamado FLX (Future Lot Execution), revolucionou o compromisso de sustentabilidade da Levi's e inovou seu modelo de negócios, permitindo respostas rápidas às tendências de mercado e customizações pelos consumidores.


A tecnologia FLX permitiu à Levi's produzir novos estilos de jeans em dias, mantendo estoques de "brancos" customizáveis. Bergh destacou que a Levi's está se transformando em uma empresa de software, utilizando tecnologia para criar jeans perfeitos e prever tendências futuras com inteligência artificial, garantindo uma resposta ágil às mudanças do mercado.




Comentarios


bottom of page